Av. Marginal Oeste 1245 - Balneário Camboriú - SC 47 3363 - 4818

Como o alumínio é feito?

A produção de alumínio começa com a matéria-prima bauxita, uma rocha formada principalmente por óxido de alumínio (Al2O3) ou alumina, e outros compostos em menores quantidades, como sílica, dióxido de titânio, óxidos de ferro e silicato de alumínio. Esse mineral foi descoberto pelo geólogo e mineralogista francês Pierre Berthier, em 1821.

 

A bauxita é o terceiro elemento mais abundante na natureza, e a maior parte de sua extração mundial é destina à obtenção da alumina. O processo de obtenção de alumínio a partir da bauxita ocorre em etapas:

 

A  extração da bauxita: antes que se inicie a extração, toda a terra e a vegetação que se acumulam sobre os depósitos de bauxita são removidas por meio de máquinas motoniveladoras. Após isso, a bauxita é extraída, transportada para o refino e armazenada.

 

A obtenção da alumina ou óxido de alumínio - Al2O3: a bauxita é moída e misturada com uma solução de soda cáustica. Essa mistura é aquecida sob pressão elevada, e novamente é adicionada uma solução de soda cáustica. A alumina é, então, dissolvida, de forma que a sílica presente em sua composição seja eliminada. Em seguida, a alumina é submetida à sedimentação e filtragem, para que as demais impurezas sejam retiradas. A solução é aquecida e filtrada e a alumina remanescente é seca, até se transformar em um pó branco.

 

A obtenção do alumínio: A alumina é misturada com fluoretos e essa mistura é submetida à eletrólise ígnea em fornos eletrolíticos. A passagem de corrente elétrica faz com que o alumínio se separe da solução e o oxigênio seja liberado. Deste processo resulta o alumínio líquido, que pode, então, ser retirado do fundo e depois é aspirado através de sifões.

 

A partir daí o alumínio líquido é fundido em lingotes de extrusão, lingotes de laminagem ou ligas de fundição, podendo ser transformado em diferentes produtos.

 

A técnica de extrusão oferece possibilidades quase ilimitadas de formato e uma ampla variedade de possibilidades de aplicação. No processo de extrusão, o lingote de alumínio é aquecido e forçado a fluir através de um molde, chamado matriz. A partir desse processo formam-se os perfis de alumínios para montagem de esquadrias, bicicletas, antenas, escadas, cadeiras, entre outros produtos.

A técnica de laminação, transforma o alumínio em uma folha semiacabada podendo  ser laminada de 60 cm até 2-6 mm e a folha de alumínio, como produto final, pode chegar a uma espessura de 0,006 mm - e ainda assim não permitir que a luz penetre ou que o sabor e o aroma escapem. A partir desse processo formam-se , placas, tiras e folhas, para a fabricação de carros, latas, caixas entre outros.

As ligas de alumínio são fundidas em diferentes formatos e a sua composição pode ser diferenciada, para melhor se adequar ao uso que terá. O metal é derretido novamente e transformado em produtos como aros de roda ou outras peças automotivas, panelas e outros materiais de alumínios.